7.1.08

Lei n.º 37/2007 de 14 de Agosto, Artigo 4.º 1 - É proibido fumar g) Nos estabelecimentos de ensino (...) ou La cigarette c'est ta mère



Ficámos reduzidos ao papel da esquizofrénica da história que Deluze conta (numa sala de aula e sempre de cigarro na mão). Na versão portuguesa o psiquiatra ter-lhe-ia dito:
- Nada de cigarrinhos, minha menina. O cigarro é o teu pai.
Ao que a esquizofrénica poderia ter respondido, virando as costas:
- Sim, sim, o cigarro é o meu pai. Mas se o cigarro é o meu pai, o meu pai é o cigarro. Sendo assim, vou lá para fora.

E lá vamos, esquizofrénicos, lá para fora - fora do espaço público que se fechou para a nossa doença.
E se o cigarro é o nosso pai, a ASAE deve ser a nossa mãe, e eu não consigo ultrapassar o complexo de Electra - cada vez mais me apetece matar a mãe e casar com o pai.

4 comentários:

rack disse...

entrará agora em acção a selecção natural: morrem os que fumam, de cancro e pneumonia, viverão os virtuosos, os não fumantes.
E, a pouco e pouco, teremos uma sociedade mais limpa, onde as pessoas terão uma pele mais suave, e imaculada, com halito fresco, sem unhas amarelas nem pulmões encarvoados, onde se poderá sair à noite sem ser penetrado pelo fumo do pecado.

Shyznogud disse...

mas não tinhas deixado o vício??

umCorpoEstranho disse...

não passou de uma interrupção temporária devida a motivos de força maior.
onde é que isso já lá vai...

Shyznogud disse...

Reganhaste a sanidade, em suma.